Publicado em: 07/03/2021 às 13:48:00 Autor: Pamela Rodrigues Rinaldi / Assessoria de Comunicação

A Receita Federal divulgou as regras para declaração do Imposto de Renda de 2021. A apresentação da declaração do IR 2021, ano-base 2020, começou dia 1º de março, e se estende até o dia 30 de abril.

Quem recebeu o auxílio emergencial em 2020 deve fazer a declaração se tiver tido outros rendimentos acima do limite de isenção (pouco mais de R$ 22,8 mil) no ano. E deverá devolver o que foi recebido ao governo.

É obrigatório a apresentação do CPF para todos os menores. Quem tiver certificado digital já terá a declaração pré-preenchida no programa da Receita.

Desde o ano passado, as restituições são pagas em cinco lotes, e não mais em sete. O primeiro lote de restituição do IR será liberado em maio. Os outros quatro lotes de restituição serão pagos em junho, julho, agosto e, o último, em setembro.

Multa

A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo será correspondente a 20% do imposto devido.

Imposto a pagar

O contribuinte que tiver imposto a pagar poderá dividir o valor em até oito cotas mensais, mas nenhuma delas pode ser inferior a R$ 50. O imposto de valor inferior a R$ 100 deve ser pago em cota única.

O contribuinte também pode antecipar, total ou parcialmente, o pagamento do imposto ou das cotas.

Notícias relacionadas

25/11/2021

GOVERNO REÚNE PREFEITOS DA REGIÃO OESTE DE MT

Visualizar Notícia

23/11/2021

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Visualizar Notícia

19/11/2021

COMUNICADO

Visualizar Notícia

19/11/2021

NOVO CORONEL DO 12º COMANDO REGIONAL VISITA O MUN...

Visualizar Notícia